quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

marley


Marley foi comer pão de queijo e a maçaroca grudou no céu da boca do coitadinho e foi aquela choradeira... E veio correndo para eu ajudá-lo, e cadê... Eu só conseguia rir muito.. Por isso ele é magrinho. Metade do que tenta comer fica entalado na sua boquinha mínima. É a dieta natural...

Mudando de alhos para bugalhos hoje corri 14 km em 73 min, acho que está bom. Estou tentando aumentar a velocidade aos poucos, e no final da corrida atinjo pace de cinco e trinta. Mas sei que o ideal para emagrecer é o tempo, então porisso nunca corro menos que uma hora, é como se fosse um ritual, mas nada de neuras. Se não der, não deu, oras. 
O Zé, meu QM, começou a andar na esteira, meia hora, e está indo muito bem, espero que ele persista, porque bem sei que no começo é dor prá tudo quanto é lado, e a gente tem que insistir naquele ideal. Aliás é assim em tudo na vida, né?
Tem gente que não persiste, e depois lamenta isso. A vida passa muito rápido, e a gente tem que esforçar primeiro para não protelar as coisas, porque o amanhã as vezes não existe, e segundo, esforçar para aproveitar cada minuto, de bom, ou de ruim, pois até a percepção do bom e do ruim é muito espaço-tempo relativa. A gente tentando entender a vida é a mesma coisa de uma formiga tentando medir a arvore que esta a sua frente. Não é impossível, mas acaba sendo uma visão muito deturpada da realidade.

I blog with BE Write

2 comentários:

  1. esse e meu erro sabe, desisto antes de começar, lamento antes de conseguir.......

    ResponderExcluir